EnglishPortuguese

3 pontos que você deve se atentar ao alterar o layout do imóvel.

Tempo de leitura: 4 minutos

A escolha do layout do imóvel comercial pode ter um impacto significativo nos negócios, influenciando a satisfação do cliente, a produtividade dos funcionários e até mesmo a lucratividade da empresa.

De acordo com uma pesquisa realizada pela revista Forbes, 94% dos clientes afirmam que a aparência do ambiente influencia sua decisão de compra.

Além disso, um estudo da Universidade de Warwick descobriu que funcionários que trabalham em ambientes mais agradáveis e bem-organizados são 12% mais produtivos.

Diante desses dados, é fundamental que proprietários de imóveis comerciais levem em conta diversos fatores ao planejar uma mudança do espaço, a fim de garantir um ambiente agradável, eficiente e lucrativo.

Pontos a serem considerados ao alterar o layout do imóvel

Ao alterar o layout de um imóvel comercial, é importante levar em consideração alguns pontos, como por exemplo:

  • Fluxo de clientes e funcionários: o fluxo de pessoas dentro do espaço deve ser levado em conta para garantir um ambiente eficiente e confortável. É importante considerar a disposição dos móveis, a localização de portas e corredores, além de áreas de circulação e de espera.
  • Identidade da marca: a aparência do lugar deve refletir a identidade da empresa, transmitindo os valores e a personalidade do negócio. Cores, materiais e design devem ser escolhidos cuidadosamente para garantir que a imagem da marca seja transmitida de forma adequada.
  • Eficiência energética: a eficiência energética deve ser levada em conta no planejamento do layout, a fim de reduzir custos operacionais e impactos ambientais. É importante considerar o uso de iluminação natural, materiais de isolamento térmico, ventilação e sistemas de ar-condicionado eficientes. Se possível, é necessário pensar em práticas sustentáveis, como o uso de energia renovável e a redução do desperdício de água e energia elétrica.

Além disso, atente-se se tais alterações serão aprovadas pelo corpo de bombeiros, e se haverá a necessidade de uma vistoria.

O que pode ser alterado na planta do imóvel?

Existem algumas alterações que podem ser feitas na planta de um imóvel. Mas tudo depende da construtora que o está fazendo.

De modo geral, várias alterações podem ser feitas para melhorar a eficiência e a funcionalidade do espaço, abaixo falaremos sobre algumas delas.

Divisão de ambientes

A planta do imóvel pode ser alterada para criar ambientes distintos, como salas de reunião, áreas de trabalho em grupo e espaços de descanso.

Mudança na disposição de móveis

A disposição dos móveis também pode mudar a fim de otimizar o espaço, criar áreas de circulação mais eficientes e melhorar a interação entre colaboradores e clientes.

Alterações na iluminação

O projeto de iluminação pode ser modificado para criar um espaço mais confortável e produtivo, aproveitando a luz natural e utilizando lâmpadas e luminárias eficientes.

Adição ou remoção de paredes

A adição ou remoção de paredes pode ser necessária para criar espaços, adaptar o ambiente a novas necessidades ou melhorar a circulação de ar e luz.

Dependendo da empresa, às vezes são necessárias essas mudanças para a incorporação de novos departamentos ou até mesmo a divisão dos já existentes.

Mudança na fachada

A fachada pode ser modificada para melhorar a aparência do espaço, transmitir a identidade da marca e atrair a atenção de clientes e visitantes.

No entanto, é válido destacar que todas essas alterações devem ser planejadas cuidadosamente, levando em conta as necessidades da empresa, e as normas regulamentadoras.

Por isso, é importante contar com a ajuda de profissionais especializados, como arquitetos e engenheiros, para garantir a segurança e a qualidade das modificações realizadas.

Quais são os custos envolvidos em alterar um imóvel na planta?

Os custos envolvidos em alterar um imóvel na planta podem variar significativamente, dependendo do tipo de alterações que você deseja fazer e do tamanho do imóvel. No entanto, alguns deles incluem:

1.   Custo de mão de obra

O custo para contratar profissionais qualificados para realizar as mudanças necessárias é uma das despesas mais significativas, sendo que elas podem incluir o pagamento de arquitetos, engenheiros e empreiteiros.

Claro que há situações que a própria construtora pode fazer sem repassar os custos para o proprietário, mas é preciso averiguar tudo isso antes.

2.   Custo dos materiais

O custo dos materiais necessários para realizar as mudanças também é uma despesa alta. Afinal, isso inclui materiais de construção, portas, janelas, pisos e revestimentos. Portanto, é importante levar isso em consideração.

3.   Custo de licenças e autorizações

Dependendo das mudanças que você deseja fazer, pode ser necessário obter licenças e autorizações de órgãos governamentais, e elas podem ter um custo adicional.

Então, antes mesmo de propor as alterações se certifique de quais serão as exigências dos órgãos públicos, para que as mudanças estejam em linha com o que permite a legislação.

4.   Custo de tempo

Por fim, o tempo necessário para fazer as alterações no layout do imóvel pode ser uma das maiores despesas.

Até porque, durante o período de reforma, a empresa terá que ficar fechada, e isso consiste em menos faturamento. Então é crucial ter isso muito bem planejado.

3 dicas para alterar o layout do imóvel com sucesso

Agora que você já sabe o que pode e o que não pode alterar no layout de um imóvel, separamos 3 dicas para que você não erre no momento de fazer a sua alteração.

1.   Faça um plano detalhado

Antes de começar a fazer alterações, faça um plano detalhado do novo layout. Isso ajudará a garantir que tudo esteja exatamente como você deseja.

O plano também pode ser útil para obter orçamentos de materiais e mão de obra que poderá ajudar na redução de custos de uma obra comercial.

2.   Considere o impacto no valor do imóvel

Como mencionado anteriormente, as alterações no layout podem afetar o valor do imóvel. Nesse sentido, antes de fazer mudanças significativas, considere o impacto que elas terão no valor e se elas valerão a pena a longo prazo.

Além disso, avalie o ganho que essas mudanças trarão para a empresa, e os benefícios que isso trará como o aumento de clientes, a fidelização dos consumidores etc.

3.   Contrate profissionais experientes

Por fim, se você não tem experiência em reformas, é recomendável contratar profissionais qualificados para ajudá-lo. Arquitetos, engenheiros e empreiteiros podem garantir que as alterações sejam feitas corretamente e dentro do orçamento.

E se você está em busca de uma empresa para te ajudar com toda a questão técnica e legal, entre em contato conosco.

Nós dispomos dos melhores profissionais do mercado que vão garantir que as mudanças sejam feitas dentro da legislação, da melhor maneira possível.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curtiu o conteúdo? Compartilhe!

Mais lidos

Inscreva-se em
nosso blog!

Inscreva-se em nosso blog!

Se cadastre em nossa Newsletter e tenha acesso em primeira mão, a todas as novidades do nosso blog!

Veja também

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.