EnglishPortuguese
Pesquisar
Close this search box.

Como fazer a gestão de ativos imobiliários em tempos de expansão

Tempo de leitura: 4 minutos

Um plano estratégico de ativos imobiliários bem fundamentado não apenas alinha as decisões com os objetivos gerais de negócios, mas também otimiza o uso de recursos, maximiza a eficiência operacional e aumenta a flexibilidade.

Por outro lado, a ausência de um plano de ativos imobiliários pode levar a decisões apressadas e mal-informadas, resultando em investimentos que não apoiam os objetivos de longo prazo da empresa, sobrecarregando-a com ativos subutilizados.

Neste artigo vamos mostrar a importância de desenvolver e implementar um plano como parte integrante da estratégia de expansão de uma empresa, discutindo os benefícios e riscos que a ausência dessa estratégia pode trazer. Boa leitura!

O que é a gestão de ativos imobiliários?

A gestão de ativos imobiliários refere-se ao processo estratégico e operacional envolvido na administração de propriedades imobiliárias para maximizar seu valor e retorno sobre o investimento.

Este processo abrange uma ampla gama de atividades, desde a aquisição, controle, manutenção e utilização dos ativos até a sua alienação.

O objetivo principal é garantir que cada propriedade contribua positivamente para os objetivos globais de negócios da empresa, seja através de geração de receita, apoio às operações ou como um veículo de crescimento estratégico.

A gestão eficaz dos ativos imobiliários demanda um entendimento profundo do mercado, das tendências econômicas e da legislação imobiliária, além de uma análise criteriosa das necessidades de espaço da empresa a curto, médio e longo prazo.

Qual a importância de ter um plano de ativos imobiliários?

Ter um plano de ativos imobiliários é fundamental para qualquer empresa que deseje expandir suas operações de maneira estratégica e sustentável.

Esse plano serve como um roteiro para a aquisição, gestão e alienação de propriedades, assegurando que todas as decisões imobiliárias estejam alinhadas com os objetivos de negócios da empresa.

Além disso, um plano bem estruturado permite às companhias maximizar o valor e o retorno sobre seus investimentos imobiliários:

  • identificando oportunidades de otimização de custos;
  • melhorando a eficiência operacional;
  • mitigando potenciais riscos associados à gestão de propriedades.

Ao considerar as necessidades atuais e futuras de espaço, bem como as tendências do mercado imobiliário, os gestores podem tomar decisões informadas que suportam seu crescimento e adaptabilidade no longo prazo.

Além do mais, um plano de ativos imobiliários robusto contribui significativamente para a flexibilidade e escalabilidade de uma organização.

Quais os riscos da não execução de um plano de ativos imobiliários?

Um dos riscos mais imediatos é a sobrecarga financeira resultante da aquisição descoordenada ou mal planejada de propriedades.

Sem um planejamento adequado, acaba-se investindo em ativos que não se alinham com seus objetivos de longo prazo, resultando em elevados custos de manutenção, impostos e possivelmente em ativos depreciados que são difíceis de alienar sem perda.

Além disso, a falta de um plano estratégico de ativos imobiliários pode levar a ineficiências operacionais, onde o espaço adquirido não atende adequadamente às necessidades operacionais da organização, afetando a produtividade e a satisfação dos funcionários.

Isso pode resultar em espaços de trabalho inadequados, custos excessivos com adaptações e, em alguns casos, na necessidade de deslocamentos ou realocações dispendiosas.

A incapacidade de responder rapidamente a mudanças no mercado ou na demanda por espaço também pode significar:

  • perda de oportunidades de crescimento;
  • incapacidade de se contrair de maneira eficiente em tempos de retração.

Em suma, a negligência na gestão de ativos imobiliários pode restringir a agilidade e a capacidade de uma companhia de se adaptar a novas oportunidades e desafios, limitando seu potencial de crescimento e sucesso no mercado.

Quais as estratégias para desenvolver um plano efetivo?

Para desenvolver um plano efetivo de ativos imobiliários, você pode seguir as seguintes estratégias:

  • Análise detalhada do mercado;
  • Definição clara de objetivos;
  • Consultoria e parcerias estratégicas;
  • Adoção de tecnologia;
  • Gestão e monitoramento contínuos.

Análise detalhada do mercado

Uma análise detalhada do mercado é essencial para entender as tendências atuais e futuras do mercado imobiliário, incluindo preços, disponibilidade de propriedades, e demandas específicas de locação ou compra.

Esta análise ajuda a identificar oportunidades de investimento que estão alinhadas com os objetivos estratégicos da companhia, minimizando riscos e aproveitando o momento certo do mercado para aquisições ou vendas.

Definição clara de objetivos

Definir objetivos claros e alinhados com a visão geral da empresa é crucial para um planejamento eficaz de ativos imobiliários, entendendo como cada ativo suportará as operações, contribuirá para o crescimento ou otimizará os custos.

Os objetivos devem ser específicos, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais, para garantir que o plano esteja alinhado com as metas de negócio a longo prazo.

Adoção de tecnologia

Sistemas de gestão imobiliária, análise de dados e plataformas de automação podem ajudar na monitoração do desempenho dos ativos, na otimização de custos de manutenção e na identificação de tendências de mercado.

A integração de soluções tecnológicas avançadas permite uma gestão mais ágil e informada dos ativos imobiliários. E ajuda a sua empresa na redução de tempo.

Gestão e monitoramento contínuos

Um plano de ativos imobiliários não é estático; requer revisão e ajustes contínuos para se adaptar a mudanças nas condições de mercado, nas estratégias de negócios e nos objetivos organizacionais.

A gestão e o monitoramento contínuo asseguram que os ativos permaneçam alinhados com as necessidades da empresa, maximizando o valor e a eficiência.

Esta abordagem proativa permite identificar rapidamente questões de manutenção, oportunidades de otimização de espaços e a necessidade de desinvestimento em ativos sub performáticos.

Consultoria e parcerias estratégicas

Buscar a orientação de consultores imobiliários e estabelecer parcerias estratégicas pode oferecer insights valiosos e acesso a redes de contatos que potencializam as oportunidades de investimento.

Os consultores podem fornecer análises especializadas, enquanto as parcerias com desenvolvedores, investidores e outros profissionais do setor podem abrir portas para oportunidades exclusivas e termos de negociação mais favoráveis.

E nós da PMC ajudamos você nessa jornada. Avaliamos as necessidades da sua empresa, e buscamos avaliar a melhor maneira de fazer a gestão de ativos imobiliário, bem como regularização do seu imóvel. Entre em contato conosco e saiba mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curtiu o conteúdo? Compartilhe!

Mais lidos

Gerenciamento de Riscos em Franquias

O ano de 2023 foi marcado por realinhamentos econômicos e transformações políticas que mantiveram investidores e empreendedores atentos aos movimentos que impactam diretamente os mercados.

Foco na Expansão de Franquias

Com um crescimento de dois dígitos no mercado de franquias nos últimos três anos, esse setor tem conquistado notável visibilidade e se destacado pela necessidade

Inscreva-se em
nosso blog!

Inscreva-se em nosso blog!

Se cadastre em nossa Newsletter e tenha acesso em primeira mão, a todas as novidades do nosso blog!

Veja também

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.