EnglishPortuguese

As Guide Shops e a revolução no varejo

Tempo de leitura: 4 minutos

Talvez você já tenha ouvido falar das Guide Shops mas ainda não compreende bem o que esse termo significa, não é?! Esse novo conceito vem revolucionando o varejo e se tornando tendência, reforçando a ideia de que as lojas precisam estar no meio digital, mas que o físico ainda tem muito a ser explorado. É nessa interação que se inicia o Varejo 4.0.

Neste artigo vamos te explicar o que é uma Guide Shop, como as empresas estão explorando essa nova estratégia e entender a revolução que elas estão causando na forma do varejo atuar.

Tenha uma ótima leitura!


O que são as Guide Shops?

Até pouco tempo atrás quando pensávamos em comprar uma peça de roupa, por exemplo, vinha na nossa cabeça as seguintes opções:

  • Vou até uma loja física, vejo as opções disponíveis, provo a peça para ter certeza de que vai me agradar, faço a compra e o pagamento lá mesmo e saio com a peça em mãos.
  • Ou então, entro em algum site que vende o item que desejo, vejo as fotos disponíveis da peça, seleciono o tamanho que melhor se encaixar para mim, faço o pagamento online e espero entregarem a peça de roupa na minha casa.

E por que não mesclar essas duas opções para que o consumidor tenha uma experiência de compra cada vez melhor e mais completa? É aí que surge as Guide Shops.

As Guide Shops são espaços únicos que funcionam como uma loja conceito, aonde o cliente que vai até ela pode tocar, ver e experimentar todos os produtos disponíveis de uma loja online para ter a certeza de que é aquilo mesmo que ele está procurando e quer comprar, e, depois, recebem as compras no conforto de sua casa, via transportadora.

Essa ideia de você realizar uma compra e sair da loja sem levar nenhuma sacola pode parecer estranha no primeiro momento, mas o público vem mostrando se adaptar bem com o novo conceito. Isso porque as Guide Shops oferecem muitas comodidades que as lojas virtuais possuem, como por exemplo a oportunidade de interagir com os produtos antecipadamente e o preços que se mantém competitivos.


A revolução causada no varejo

O varejo historicamente sempre se adaptou as novidades e tendências que modificaram os hábitos de consumo das pessoas, e nessa era de internet das coisas e conectividade a todo tempo não seria diferente.

As Guide Shops estão revolucionando a forma como o varejo trabalha, pois unem duas experiências diferentes, mesclando os dois principais pontos de cada uma delas: proximidade e facilidade.

Quem costuma vender somente pela internet já perdeu muitos consumidores pelo fato de não oferecer uma proximidade entre vendedor e comprador, ou seja, não possui uma experiencia de compra memorável. Já quem vende somente no físico também já perdeu consumidores por não ter facilidade no seu processo de venda, por não conseguir ter preços competitivos etc.

A Guide Shop junta tudo isso e com certeza é um conceito que tende a se expandir cada vez mais dentro do varejo, pois incluem o benefício de podermos comparar e escolher peças pelo Google, mesmo quando estamos em um shopping, e a experiência de compra física, que conta com o auxílio de vendedores de confiança, que muitos usuários sentem falta nas relações de compra online.

Duas grandes empresas do varejo que atuam com esse formato são a MadeiraMadeira e a Amaro. Pioneiras neste segmento, hoje se tornaram referência na atuação com Guide Shops.

A MadeiraMadeira, startup curitibana que vende móveis e itens de decoração, acelerou o seu processo de expansão das unidades físicas nos últimos meses e já possuí mais de 150 unidades pelo país.

Imagem mostrando o interior de uma guide shop da MadeiraMadeira.
Fonte: MadeiraMadeira

A Amaro, loja de moda, decoração e bem-estar, começou como e-commerce e hoje possuí 18 lojas no Brasil. E esse movimento deu resultado! Uma a cada quatro compras são feitas dentro da loja, e o produto é entregue para o cliente em até 2h30 na sua casa.

Imagem mostrando uma guide shop da Amaro.
Fonte: Amaro

O impacto dessas mudanças no setor de CRE

Esse novo conceito aplicado nas lojas de varejo impacta o setor de Corporate Real Estate, pois as características dos imóveis das empresas também mudaram.

Anteriormente as marcas buscavam grandes imóveis nas regiões centrais, pois precisavam alocar no mesmo lugar a loja e o estoque. Com as Guide Shops esse cenário muda! O foco agora são imóveis menores para alocarem as lojas conceito e receber o público, e outros imóveis maiores (próximos dos grandes centros e de fácil acesso) para que seja alocado o estoque de produtos.

Dessa forma, é possível garantir uma ótima experiência para o cliente que vai até a loja, realiza a compra e sai sem ter o produto em mãos, e que o processo logístico de entrega do item comprado será rápido, pois os centros de distribuição são próximos.


A nova fase e o Varejo 4.0

Conectividade, facilidade e experiência.

Essas três palavras resumem muito bem o objetivo das Guide Shops, além de trazerem diversos benefícios para as empresas, como poupar altos investimento em estoques (um dos maiores custos do varejo físico é esse), redução das taxas de devolução (pois o cliente teve a oportunidade de ver, tocar e ter certeza de que é aquilo que precisa), estimula as vendas online, e o principal deles, aproxima a marca do consumidor.

Essa é somente uma das tendências que fizeram surgir o Varejo 4.0. Para explicar melhor o que é essa nova fase do varejo e quais os impactos que isso vai ocasionar no setor de Corporate Real Estate, a PMC produziu um eBook.

Clique no banner abaixo e faça o download do material gratuito!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Curtiu o conteúdo? Compartilhe!

Mais lidos

Inscreva-se em
nosso blog!

Inscreva-se em nosso blog!

Se cadastre em nossa Newsletter e tenha acesso em primeira mão, a todas as novidades do nosso blog!

Veja também

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.