EnglishPortuguese

Como identificar se uma franquia está em risco de legalização?

Tempo de leitura: 2 minutos

Nos artigos mais recentes elaborados por nossa equipe de especialistas, abordamos o conceito de Brand Risk e discutimos a importância de controlar e gerenciar o passivo relacionado à legalização dos pontos de venda, sejam eles franqueados ou diretos. Destacamos também a necessidade de compreender as exigências documentais específicas do seu negócio, alinhadas ao modelo operacional e a todas as atividades em curso.

Embora tenhamos indicado a direção do risco, a pergunta crucial é: como uma franquia pode determinar se está em risco ou não? Em primeiro lugar, é essencial compreender que cada negócio tem suas características únicas e requisitos operacionais específicos. Nesse sentido, nossa equipe técnica elaborou seis perguntas fundamentais para assegurar um baixo risco no que diz respeito à legalização do negócio. Vamos explorar cada uma delas:

  1. Possuo alguém em minha equipe especializado em legalização ou RE, capaz de organizar esses processos?

Este questionamento está diretamente relacionado à capacidade de gerir essas necessidades, especialmente durante expansões e tomadas de decisão que envolvem análises de viabilidade e suporte direto aos franqueados.

  1. Quais documentos garantem a viabilidade mínima do meu negócio e em quais locais?

A documentação operacional de qualquer estabelecimento de venda está intrinsecamente ligada à sua localização, abrangendo não apenas municípios ou estados, mas também shoppings, ruas e condomínios comerciais.

  1. Nos próximos 120 dias, quais documentos estão prestes a vencer?

Ter conhecimento do fluxo de renovações e obtenção de documentos operacionais pode prevenir problemas potenciais, incluindo questões relacionadas a seguro, fiscalização e exposição negativa na mídia.

  1. Qual é o custo de regularização nos próximos meses?

A capacidade de prever os custos associados à regularização é um indicador crítico para uma gestão financeira precisa e assertiva dos ativos do negócio.

  1. Quais franqueados estão em risco documental na franquia?

Dado que o risco de uma marca no formato de franquia é compartilhado entre todos os franqueados, problemas de exposição em uma região podem impactar instantaneamente as vendas em todos os outros pontos.

  1. Todas as áreas da administradora de franquias estão cientes da regularidade documental dos franqueados?

Este ponto destaca a importância de a franquia conhecer verdadeiramente a operação de seus franqueados, agindo de maneira proativa diante dos desafios de regularização.

Naturalmente, outros aspectos devem ser considerados. Segundo Seymi Inoue, a gestão de RE torna-se uma necessidade após alcançar 20 unidades operacionais, variando conforme o tipo de negócio. Além dos seis fatores mencionados, outros pontos são analisados ao longo do processo de expansão de franquias e gestão do portfólio ativo.

Se você opera franquias ou está considerando adquirir uma, estas orientações podem aprimorar seu processo decisório, transformando esse fator em uma métrica crucial para avaliar o nível de maturidade do negócio e o risco de problemas futuros relacionados à sua regularização.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curtiu o conteúdo? Compartilhe!

Mais lidos

Inscreva-se em
nosso blog!

Inscreva-se em nosso blog!

Se cadastre em nossa Newsletter e tenha acesso em primeira mão, a todas as novidades do nosso blog!

Veja também

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.