EnglishPortuguese

A importância de ter um bom gerenciamento de imóveis

Tempo de leitura: 2 minutos

      Grandes empresas vêm percebendo a importância de manter seus imóveis mapeados e regularizados, pois isso diminui a possibilidade de a empresa receber penalidades que possam afetar a sua imagem e produtividade. Um bom gerenciamento de imóveis permite analisar e agir de maneira cautelosa e decisiva.

      Possuir conhecimento da legislação e a expertise nos processos imobiliários permitem elaborar um plano de ação certeiro, evitando desgastes desnecessários que gastando muito tempo e dinheiro da companhia. Nem sempre a legislação é clara, a interpretação e busca por informações são essenciais bem como o entendimento sobre a demanda recebida, se levarmos a “ferro e fogo” provavelmente deixaremos passar informações cruciais para a resolução.

      O funcionamento responsável de uma empresa demostra todo o zelo por suas propriedades. Manter o controle do portfólio de imóveis permite reduzir os custos operacionais, superando as ameaças e intensificando as oportunidades.

      Um gerenciamento eficaz vem com o pacote de um bom sistema para controle, ele será seu aliado para manter tudo ordem. Vou dar um exemplo simples: se um imóvel possuir mais de 200 matriculas, podemos afirmar que teremos várias tratativas que poderão ser passiveis de regularização (área total, área construída ou demolida, titularidade, passivos, desmembramentos etc.), lembrando que para cada uma dessas ações temos vários outros documentos a serem apresentados, que podem demandar outros serviços. Sem falar que se houver atividade econômica no local também teremos todo o pacote de alvarás e projetos para aprovação, o que deixa o processo ainda mais complexo. Posso te afirmar que a tecnologia será seu braço direito para conseguir fazer a gestão de tudo isso!

      Vou mencionar alguns pontos importantes que vai te auxiliar em uma tomada de decisão:

  • Matrícula atualizada – Deverá ser analisado se o titular do imóvel está de acordo com base dos demais documentos, área averbada, passivos ambientais, hipoteca ou qualquer outro empecilho jurídico que possa impactar na locação ou compra do local.
  • IPTU – Analisar se a área apresentada no documento está de acordo com o demais, bem como a titularidade.
  • AVCB – Analisar se o documento apresenta a área conforme demais documentos e está com as informações corretas. Em muitos casos em que o documento é expedido de forma online e sem vistoria é informado erroneamente a área para isentá-lo de alguma prerrogativa, como o PPCI por exemplo.
  • PPCI – Com a análise do AVCB será identificado que se há ou não a necessidade do proprietário nos apresentar o PPCI.
  • Habite-se – Todo imóvel após a finalização da construção precisa solicitar vistoria no local para que seja emitido o Habite-se, que é um documento que atesta que o local foi construído com base no projeto aprovado e leis vigentes, sendo possível habitá-lo em segurança.
  • Projeto aprovado – É analisado se a área do projeto apresentado está de acordo com os demais documentos, existem muitos casos em que a área aprovada esta menor, ou seja, foi construído e não foi atualizado junto a prefeitura, o que dispara o alerta, visto que a construção pode não ter seguido os parâmetros legais.

        Em modo geral, o gerenciamento de imóveis nos permite monitorar, analisar e agir da melhor maneira possível com base nas informações que temos em mãos. Tudo isso visa garantir a organização, planejamento e supervisão da regularidade dos seus imóveis.

Um abraço a até mais!
Shaiane Lima

Autora:

Shaiane Lima

Gerente Operacional

Shaiane Lima

Gerente Operacional

Shaiane Lima

Gerente Operacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curtiu o conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Mais lidos

Inscreva-se em
nosso blog!

Inscreva-se em nosso blog!

Se cadastre em nossa Newsletter e tenha acesso em primeira mão, a todas as novidades do nosso blog!

Veja também

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.