EnglishPortuguese

Qual a importância do Treinamento de Brigada de Incêndio?

Tempo de leitura: 5 minutos

A Brigada de Incêndio é um grupo de pessoas treinadas e capacitadas para prevenir e combater incêndios em diferentes tipos de ambientes. A sua presença é obrigatória em determinadas edificações e áreas de risco, conforme as normas regulamentadoras.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Engenharia de Sistemas Prediais (ABRAVA), a falta de medidas preventivas contra incêndios é a segunda maior causa de sinistros em edificações, ficando atrás apenas das ocorrências causadas por curto-circuito.

Além disso, de acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de São Paulo, em média, ocorrem cerca de 200 incêndios por dia no Brasil, resultando em perdas materiais e humanas significativas.

Nesse sentido, a formação de uma brigada é fundamental para garantir a segurança das pessoas e a preservação do patrimônio, prevenindo e combatendo incêndios de forma rápida e eficiente.

O que é a brigada de incêndio?

A brigada de incêndio é um grupo de pessoas treinadas e organizadas para prevenir e combater incêndios em um determinado local.

Elas podem ser funcionários de uma empresa, moradores de um condomínio, membros de uma comunidade ou voluntários em geral que se disponibilizam a atuar em situações de emergência.

Vale destacar que ela é responsável por identificar os riscos de incêndio, promover medidas de prevenção, como inspeções periódicas, e atuar imediatamente em caso de sinistro, utilizando equipamentos de proteção e combate adequados.

Por que é importante ter uma brigada de incêndio?

A brigada de incêndio é extremamente importante para a prevenção e combate a incêndios em diversos tipos de ambientes, pois oferece uma resposta rápida e eficaz em situações de emergência. Algumas das principais razões para se ter uma brigada são:

Prevenção de incêndios

A brigada é responsável por identificar os riscos de incêndio em um ambiente e promover medidas de prevenção para reduzi-los, como inspeções regulares, treinamentos e orientações aos ocupantes do local.

Combate a incêndios

Em caso de incêndio, a brigada é treinada para atuar rapidamente, utilizando equipamentos de proteção e combate adequados, evitando assim problemas maiores.

É de referir que com a atuação da brigada de incêndio, é possível minimizar os danos causados pelo fogo e reduzir o risco de propagação do incêndio.

Segurança dos ocupantes do local

A presença de uma brigada em um ambiente garante maior segurança aos seus ocupantes, pois as pessoas se sentirão mais protegidas e confiantes em relação à capacidade de resposta em caso de emergência.

Cumprimento da legislação

A formação de uma brigada de incêndio é exigida por lei em determinados tipos de edificações e ambientes de trabalho. Sendo assim, a presença dela garante o cumprimento das normas de segurança e evita possíveis penalidades legais.

Quem pode participar de uma brigada de incêndio?

Qualquer pessoa pode participar de uma brigada de incêndio, desde que esteja devidamente capacitada e treinada para atuar nessa função.

No entanto, é importante destacar que a sua formação em empresas e edificações é obrigatória por lei, de acordo com as normas e regulamentações de segurança e prevenção de incêndios.

De maneira geral, as pessoas que desejam participar devem passar por um treinamento específico, que inclui aulas teóricas e práticas sobre prevenção e combate a incêndios, uso de equipamentos de proteção e técnicas de salvamento e resgate.

É importante lembrar que a formação de uma brigada deve ser feita por profissionais capacitados e credenciados, que possuam conhecimento técnico e experiência na área de prevenção e combate a incêndios.

Qual lei regulamenta a brigada de incêndio?

A formação e atuação da Brigada de Incêndio é regulamentada por diversas leis, normas e regulamentações no Brasil, a depender do setor e do local onde será realizada. Algumas das principais normas que tratam do tema são:

  • Norma Regulamentadora NR 23: estabelece as medidas de proteção contra incêndios em locais de trabalho e define a obrigatoriedade da formação de brigadas de incêndio em determinadas atividades laborais;
  • Norma Técnica NBR 14276: define os requisitos mínimos para a formação de brigadas de incêndio em edificações e áreas de risco;
  • Lei Federal nº 13.425/2017: institui a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil (PNPDEC) e estabelece diretrizes para a prevenção e combate a incêndios em todo o território nacional;
  • Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico (COSCIP): é uma lei estadual ou municipal que estabelece as normas e exigências técnicas para prevenção e combate a incêndios em edificações e áreas de risco.

Além dessas normas e leis, existem outras regulamentações específicas para determinados setores, como as normas da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para a formação de brigadas de incêndio em aeroportos, as normas do Corpo de Bombeiros Militar para a formação de brigadas em edificações comerciais e residenciais, entre outras.

Como montar uma brigada de incêndio?

Para montar uma brigada de incêndio, é importante seguir alguns passos para garantir a segurança dos ocupantes do prédio. Veja a seguir algumas orientações:

1.   Identifique como deve ser a sua brigada

O primeiro passo é analisar os critérios que a empresa se enquadra para a realização do Treinamento de Brigada de Incêndio. A carga horária do treinamento pode variar, sendo 24 horas para treinamento avançado, 8 horas para treinamento intermediário, 4 horas para treinamento de baixo risco, reciclagem, treinamento em canteiro de obras e em condomínios residenciais.

2.   Defina os participantes do treinamento

A brigada deve ser formada por funcionários que estejam dispostos a atuar em situações de emergência. Assim sendo, é preciso convocar os colaboradores da empresa para participar da brigada.

O número de integrantes da brigada de incêndio será determinado por algumas variáveis, que constam na NBR 14276. O Corpo de Bombeiros em cada estado pode criar Instruções Técnicas (IT) para orientar quantas pessoas são necessárias na brigada. A empresa especializada e devidamente registrada no Corpo de Bombeiros que vai executar o Treinamento deverá orientar o número exato de pessoas necessárias para a realização do treinamento.

3.   Faça um treinamento

Os membros da brigada de incêndio devem passar por um treinamento específico para atuar em situações de emergência.

Esse curso deve ser ministrado por uma empresa especializada. Portanto, contate o Corpo de Bombeiros da sua região para obter informações sobre as empresas locais.

Vale dizer que o curso precisa incluir teoria e prática de combate a incêndio, bem como teoria e prática de primeiros socorros.

4.   Defina as funções

Cada membro da brigada deve ter uma função específica, como líder, brigadista ou responsável pelo acionamento dos bombeiros. Defina as funções de cada membro, assim como suas atribuições.

5.   Garanta que o seu imóvel possui os equipamentos necessários

É importante que a brigada tenha acesso a equipamentos de proteção e combate a incêndio, como extintores, mangueiras, sprinklers, entre outros. Certifique-se de que eles estejam em boas condições e que os membros saibam como utilizá-los corretamente.

6.   Faça simulações

Por fim, realize simulações de emergência com a participação dos membros da brigada. Elas ajudarão a identificar possíveis falhas no sistema de prevenção e combate a incêndios.

Lembre-se que em caso de empreendimentos comerciais, dependendo da avaliação de risco, além da brigada, é preciso também contar com bombeiros civis. Em suma, contar com uma brigada de incêndio é essencial.

E se você precisa de uma empresa especializada para criar uma brigada no seu negócio, entre em contato conosco. Teremos um enorme prazer em te ajudar!

Rúbia Gulis

Coordenadora de Processos

Rúbia Gulis

Coordenadora de Processos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curtiu o conteúdo? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Mais lidos

Entenda a diferença entre ART e RRT

No campo da construção civil, as iniciais ART e RRT são frequentemente encontradas. Elas se referem a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e Registro de

Inscreva-se em
nosso blog!

Inscreva-se em nosso blog!

Se cadastre em nossa Newsletter e tenha acesso em primeira mão, a todas as novidades do nosso blog!

Veja também

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.

x  Powerful Protection for WordPress, from Shield Security
Este Site é Protegido Por
Shield Security